A tecnologia pneumática: saiba o que é e por que é tão importante

novembro 30, 2015 Por Em Saúde tags: , , ,

A tecnologia pneumática, em academias, é pouco difundida ainda no Brasil. A Jbnunes já possui o equipamento, chamado Keiser Functional Trainer. Como o nome já indica, trata-se de uma máquina multifuncional, que se adapta a centenas de exercícios para as mais diversas áreas do corpo. Adaptável desde a reabilitação até treinamentos esportivos específicos, os dois braços ajustáveis oferecem a carga por ar, através de um compressor que gera o peso certo para a realização do exercício, com uma precisão impressionante. Sabe aqueles tijolinhos que você encontra nas máquinas comuns, que mudam a carga de 5 em 5 ou de 10 em 10 quilos? A tecnologia pneumática oferece essa variação de 100 em 100 gramas.

– Imagine em um trabalho de construção de força muscular, ser possível adaptar as articulações, músculos e tendões com essa precisão. Assim, é muito mais saudável do que as máquinas comuns, pois cria uma articulação com muita saúde, um músculo muito mais forte e uma sensação ótima durante o exercício – esclarece o educador físico João Batista Rocca Nunes.

Além disso, a carga oferecida pela máquina não se altera. Isso evita lesões, facilita a concentração e a realização do exercício de forma correta. Como se não fosse o suficiente, a máquina ainda concede ao usuário medidas de avaliação de desempenho. Assim, é possível mensurar o máximo de uma determinada repetição, e a partir disso, calcular seus objetivos. Com essa máxima objetividade, não há repetições à toa e o treino é otimizado. O tempo de duração de um treino completo pode durar de 30 a 45 minutos, e os resultados são melhores que o método tradicional.

– Através do equipamento é possível treinar com velocidade e sem impacto, por isso utilizamos ele para as mais diferentes aplicações, tanto para membros superiores quanto inferiores – aponta João Batista.

O equipamento é usado em grandes centros de treinamentos de atletas da NBA, UEFA e MMA. No Brasil, também é adotado pelo Comitê Olímpico Brasileiro e diversos clubes de futebol.

Sobre:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *