Exercício físico no inverno

junho 08, 2016 Por Em Coluna do João Batista tags: , , ,

Muita preguiça e reclamações de dores no corpo, tornam-se mais comuns e freqüentes no inverno. Justamente quando as temperaturas caem, as terminações nervosas tornam-se mais sensíveis. Isso se deve porque o frio torna os líquidos presentes nos músculos e articulações – o sarcoplasma e o líquido sinovial – mais viscosos e menos maleáveis, deixando as pessoas mais rígidas e suscetíveis a dores. Além disso, os pequenos vasos que promovem a circulação sanguínea tornam-se mais estreitos para evitar a perda de calor. Segundo especialistas, exercitar-se regularmente ameniza os prejuízos causados pelas baixas temperaturas.

Isso se deve ao fato de que o exercício físico promove um efeito vaso dilatador, promovendo a chegada do sangue as extremidades do corpo, aumentando a temperatura muscular e diminuindo a rigidez existente nas articulações. Mas é importante estar atento a alguns fatores, tais como:

  • Para que o corpo atinja a temperatura ideal, aqueça no mínimo entre 10 e 15 minutos;
  • Concentre a atenção aos membros mais exigidos durante o exercício;
  • Hidrate muito o corpo. Apesar de a transpiração ser menor em dias frios, perde-se muito líquido. Portanto, beba água antes, durante e após a atividade física.
  • Use roupas que irão mantê-lo aquecido, mas que sejam leves e confortáveis para garantir a liberdade de movimentos;
  • Prefira os agasalhos de algodão, retirando-os somente após o aquecimento. Após o término da atividade, recoloque-o.
  • Pessoas que sofrem doenças respiratórias, como bronquite, asma ou sinusite, devem evitar lugares abertos;
  • Use tênis com meias de algodão, para maior conforto e absorção do suor;
  • Dê preferência aos exercícios na academia, deixando as atividades ao ar livre para quando a temperatura estiver mais amena.

 
Prof. João Batista Rocca Nunes – CREF: 02365-G/RS

Sobre:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *